Dermatite de Contato Alérgico - Bertolini
(11) 2615-1435
atendimento@clinicabertolini.com.br

Dermatite de Contato Alérgico

Dermatite de contato

O QUE É?

A dermatite de contato (também conhecida como eczema de contato) é uma reação inflamatória que ocorre devido à exposição a um componente que causa irritação ou alergia. A dermatite irritante é causada por substâncias ácidas, materiais alcalinos, como sabonetes e detergentes, solventes ou outras substâncias químicas. Pode aparecer logo na primeira vez em que entramos em contato com o componente; ou após algum tempo de contato. O fato de ser agudo ou crônico se dá pelo tempo de duração da doença: mais de 6 semana, agudo e menos de 6 semanas crônico. O fato de um primeiro contato já dar lesão, é a dermatite de contato por irritante primário; quando precisa de mais de uma exposição – dermatite de contato alérgica.

Já a dermatite alergênica é causada pela exposição a um produto ou substância ao qual a pessoa seja ou se torne sensível. A inflamação na pele varia entre irritação leve e vermelhidão a feridas abertas, dependendo do tipo irritante, da região do corpo afetada e da sensibilidade da pessoa.

A dermatite de contato pode ocorrer com uma substância a qual você usa frequentemente. Embora possa não haver uma reação inicial, o uso regular (por exemplo, removedor de esmalte, conservantes nas soluções para lentes de contato ou contato frequente com o metal de brincos e relógios) pode, com o tempo, causar sensibilidade e reação.

Alguns produtos podem causar reação quando a pele é exposta ao sol, como: loções para barbear, pomadas de enxofre, alguns perfumes, produtos com alcatrão de carvão e sumo da casca do limão, algumas plantas como aroeira, folha de figo. Alguns alergênicos transportados pelo ar, como um spray inseticida, podem causar a dermatite de contato também.

Veja uma lista das substâncias que mais causam alergia:

  • Plantas;
  • Níquel ou outros metais presentes em bijuterias e relógios;
  • Antibióticos, principalmente os tópicos;
  • Anestésicos tópicos e outros medicamentos;
  • Cosméticos, como perfumes, shampoos, condicionadores, cremes, esmaltes, etc;
  • Roupas e tecidos sintéticos;
  • Detergentes, Solventes;
  • Adesivos;
  • Outras substâncias ou materiais químicos.

 

SINTOMAS

Os sintomas variam dependendo da causa e se a dermatite é devido a uma reação alérgica ou irritante. Sem contar que a uma pessoa pode ter diferentes sintomas ao longo do tempo. As reações alérgicas podem ocorrer repentinamente, ou só meses após a exposição a uma substância. Isso dificulta, em alguns casos, descobrir qual o agente da alergia ou irritação.

As mãos são um local comum da dermatite de contato. Porém, produtos de cabelo, cosméticos, perfumes, dentre outros, podem causar reações de pele no rosto, cabeça e pescoço.

A dermatite alérgica, muitas vezes, provoca uma erupção vermelha nos locais em que a substância tocou. A reação alérgica é retardada, aparecendo erupções de 24 a 48 horas após a exposição. A lesão pode ser inchada e vermelha, com bolhas; quente; ou formar crostas espessas.

Dermatite irritante deixa a pele seca, vermelha e áspera. Fissuras podem se formar nas mãos. Geralmente há pouca coceira e mais sensação de dor e queimação

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico baseia-se principalmente na aparência da pele e no histórico de exposição a um agente irritante ou alergênico.

Teste de alergia com manchas na pele pode determinar qual alergênico está causando a reação. O teste de sensibilidade, ou teste de contato, é usado para certos pacientes que tem dermatite de contato em longo prazo para pacientes com dermatite de contato alérgica. Ele requer três visitas ao consultório e deve ser feito por um profissional de saúde com a experiência e habilidade para interpretar os resultados corretamente.

O teste é feito da seguinte forma:

  • Na primeira consulta, pequenas placas contendo amostras de possíveis alergênicos são aplicadas sobre a pele. Essas placas são removidas após 48 horas para ver se ocorreu alguma reação.
  • Na terceira consulta cerca de dois dias depois da segunda, é observado se houve alguma reação retardada.
  • Se você já testou um material em uma pequena área da pele e notou uma reação, você deve levar o material com você, isso facilitará o diagnóstico do dermatologista.

Outros exames podem ser utilizados para descartar outras causas possíveis, incluindo a biópsia da lesão da pele.

 

TRATAMENTO

O tratamento inclui a higienização com água para remover qualquer vestígio do irritante que pode permanecer na pele. Você deve evitar exposição a substâncias irritantes ou alergênicos conhecidos.

Emolientes e hidratantes ajudam a manter a pele úmida, e também auxiliam na reparação e proteção da cútis. Esses produtos são parte fundamental da prevenção e tratamento da dermatite de contato.

Cremes ou pomadas de corticosteróides podem reduzir a inflamação. Siga atentamente as instruções ao usar estes cremes. O uso excessivo, mesmo de baixa potência, pode deixar a pele dependente ao produto. Adicionalmente, ou em vez de corticosteróides, o médico pode prescrever medicamentos chamados imunomoduladores, como o tacrolímus ou pimecrolimus tópicos. Nos casos mais graves, podem ser necessários comprimidos corticosteróides. Podem ser necessários antialérgicos e até corticosteróides orais.

Compressas úmidas, calmante ou loções secativas podem ser recomendadas para reduzir os sintomas de coceira.

Em caso de alergia, jamais se automedique ou busque “soluções mágicas”. Procure um médico.